ilustracao33

A vida era pálida, até que…

Escritor Sua vida sempre foi previsível e pálida. Teve asma na infância, começou a usar óculos quando estava fazendo o segundo grau, tentou e não conseguiu entrar na universidade pública. Seus pais, Mais »

250606c

A VERDADE, SOMENTE A VERDADE

Perito Judicial No rito dos processos judiciais, o trabalho do perito contábil tem por objetivo buscar provas, na maioria das vezes sobre patrimônio e valor. Então, o perito contábil deve ser hábil Mais »

ilustracao14

As mocreias do senado federal

Jornalista Comecei a escrever para jornais menino ainda; na primeira metade dos anos 1950. Foi no Jornal de Alagoas, órgão dos Diários Associados, então a maior cadeia de comunicação do Brasil. Naquela Mais »

ilustracao25b

Não há salvadores da pátria

Mestre em economia, com extensão em sociologia e história Depois da queda do Estado Novo e do ditador Getulio, voltamos a ser uma democracia e a nos ufanar por sermos brasileiros. De Mais »

20170701_183453

A invulgar visão de Nestor

Jornalista e escritor O Rio Grande do Norte tem filhos ilustres que são praticamente desconhecidos por seus conterrâneos. Tomemos como exemplos o caso de João Almino, escritor mossoroense eleito para a Academia Mais »

A vida era pálida, até que…

ilustracao33

Escritor Sua vida sempre foi previsível e pálida. Teve asma na infância, começou a usar óculos quando estava fazendo o segundo grau, tentou e não conseguiu entrar na universidade pública. Seus pais, funcionários, de classe média-média, tiveram que bancar a mensalidade de uma faculdade particular noturna. Não era das melhores, mas também não era das

A VERDADE, SOMENTE A VERDADE

250606c

Perito Judicial No rito dos processos judiciais, o trabalho do perito contábil tem por objetivo buscar provas, na maioria das vezes sobre patrimônio e valor. Então, o perito contábil deve ser hábil o suficiente para evidenciar e fundamentar a verdade dos fatos em litígio, dando subsídios ao juiz sobre os assuntos que envolvem recursos das

As mocreias do senado federal

ilustracao14

Jornalista Comecei a escrever para jornais menino ainda; na primeira metade dos anos 1950. Foi no Jornal de Alagoas, órgão dos Diários Associados, então a maior cadeia de comunicação do Brasil. Naquela época, nos jornais matutinos as matérias eram redigidas à noite, nas redações, ao som do matraquear das teclas das máquinas de datilografia e

Não há salvadores da pátria

ilustracao25b

Mestre em economia, com extensão em sociologia e história Depois da queda do Estado Novo e do ditador Getulio, voltamos a ser uma democracia e a nos ufanar por sermos brasileiros. De sermos filhos de um país cheio de verdes florestas; que possuía riquezas minerais, representadas pelo amarelo ouro; de ter um céu límpido e

A invulgar visão de Nestor

20170701_183453

Jornalista e escritor O Rio Grande do Norte tem filhos ilustres que são praticamente desconhecidos por seus conterrâneos. Tomemos como exemplos o caso de João Almino, escritor mossoroense eleito para a Academia Brasileira de Letras, até então um ilustre desconhecido para a maioria de nós potiguares. Outro caso típico era o natalense Nestor dos Santos

O vai e vem da globalização

ilustracao62

Economista e historiador No início do século passado havia dois movimentos antagônicos entre si, que se posicionavam em campos contrários em quase todos os aspectos: a igreja católica e os comunistas. Tinham somente uma coisa em comum: enquanto os comunistas propagavam a internacionalização do seu movimento segundo a palavra de ordem do manifesto de Marx

O soldado boliviano e a cientista da NASA

250606e

Tomislav R. Femenick – Historiador Rogaciano Leite, um pernambucano dublê de cearense, era formado em letras clássicas pela Faculdade de Filosofia do Ceará, além de jornalista, poeta e escritor – em 1950 publicou o livro Carne e Alma, com prefácio de Luís da Câmara Cascudo. Assim como eu, foi também bancário do Banco do Nordeste.

A parte de baixo

ilustracao01a

O bilhete dizia: “Cansei. Tchau”. Desapareceu sem deixar notícias ou rastro algum. Junto com o bilhete deixou também o livro onde fazia algumas anotações; um misto de agenda e diário. Não um diário daqueles de antigamente, onde as moças escreviam o que lhes acontecia e suas opiniões. Não. Ela não era dada a isso. Eram

Um país sem futuro?

ilustracao07

Mestre em economia, com extensão em sociologia e história Não sei quantas vezes me ufanei pelo fato de ser brasileiro, de ter nascido em uma terra abençoada por Deus e bonita por natureza, como diz o Jorge Bem Jor. Viajando pelas minhas lembranças, acho que a primeira vez foi em 1945, na Praça Mauá, no

Brasilia viridario pavonem (Pavão de jardim de Brasília)

ilustracao115

Com o seu leque de penas coloridas e furta-cores aberto, o pavão – uma ave natural da Ásia – sempre atrai a atenção de quantos o veem. Existem duas espécies originais, a azul e a verde, e algumas variedades que foram obtidas através de cruzamentos: a branca, ombros-negros, arlequim, spalding e o sameo. Desde a

Os métodos e suas fórmulas

ilustracao28

  Tomislav R. Femenick – Membro das Academias Brasileira e Norte-Rio-Grandense de Ciências Contábeis   Segundo foi divulgado recentemente, transitam em todas as instâncias da justiça brasileira aproximadamente cem milhões de ações, sendo que uma em cada quatro delas são casos antigos, que há anos estão perdidos em labirintos legais, aguardando solução. A causa de