JB Cascudo Rodrigues, o Economista

Tomislav R. Femenick
 Tribuna do Norte. Natal, 01 maio 2011.
Gazeta do Oeste. Mossoró, 30 abr. 2011.

Certa vez escrevi que o meu primo João Batista Cascudo Rodrigues sempre foi um sonhador inveterado, arraigado, persistente. Mas só sonhava alto, mas só sonhava com coisas relevantes. Um dos seus mais importantes sonhos começou no início dos anos cinquenta do século passado, quando ele estudava direito em Maceió. Sonhava com uma faculdade para a nossa cidade. Nessa época, meu padrasto, Xavier Vieira, minha mãe e eu morávamos lá na terra das Alagoas e era na mesa da nossa sala de jantar que esse sonho era sonhado.

Quando todos nós voltamos a morar em Mossoró, João Batista continuava com o mesmo devaneio, porém começava a procurar meios para transformá-lo em realidade. Em 1955 fundou e foi presidente da União Universitária Mossoroense, entidade que por si só poderia identificar a natureza do seu plano: era composta por universitários que estudavam em outras cidades, pois não havia cursos superiores em Mossoró.

Foi essa União Universitária que resgatou um projeto de 1943, elaborado pela União Caixeiral (sociedade que tinha a frente Alcides Fernandes da Silva, Raimundo Nonato da Silva, Carlos Borges de Medeiros e Antônio Francisco de Albuquerque), para a criação da Faculdade de Ciências Econômicas de Mossoró. É de 1947 o primeiro processo elaborado, visando à instalação dessa faculdade. Até então, no Rio Grande do Norte o ensino das ciências econômicas estava restrito à Faculdade de Ciências Econômicas, Contábeis e Atuárias do RN, instituição particular de ensino superior de Natal, que em 1970 foi incorporada à UFRN.

Demorou cinco anos, porém em 1960, quando era secretário da Prefeitura de Mossoró, ele efetivou a iniciativa predecessora e conseguiu fundar a FACEM – Faculdade de Ciências Econômicas de Mossoró, cuja primeira turma de formandos colou grau em 1964 e a instituição foi reconhecida pelo ministério da Educação em 1968.

Ainda em 1964, Cascudo Rodrigues planejou e o prefeito Raimundo Soares de Souza criou a FUNCITEC, embrião do que é hoje a Universidade Estadual do Rio Grande do Norte, da qual foi o seu primeiro reitor, e também da UFERSA, a antiga ESAM-Escola Superior de Agricultura de Mossoró, criação feita a oito mãos por Dix-huit Rosado, Vingt-un, Raimundo Soares e Cascudo. Nos anos seguintes, junto com o prefeito Raimundo Soares, instalaram as Faculdades de Serviço Social e Filosofia, Ciências e Letras e Enfermagem. Por tudo isso e muito mais, convenhamos, João Batista Cascudo Rodrigues era muito realista quando sonhava.

Porém as relações de João Batista com as ciências econômicas não se limitavam ao campo do ensino regular e aos contornos disciplinares, embora os levasse a sério. Por sua iniciativa, em 1967 foi instalada em Mossoró a Ordem dos Economistas do Rio Grande do Norte e, no mesmo ano, foi lançada a série de publicações “Cadernos de Economia”. Porém a sua preocupação central era com o ensino/aprendizado. Por seu trabalho e esforço os economistas José Rodrigues da Costa, Gilson José Fernandes Marcelino, José Soares dos Santos, Francisco Eudes Costa, José Edmilson de Souza, Gilvan Fernandes Marcelino e Ezequiel Pegasso Neto, quase todos formados pela faculdade mossoroense, foram enviados aos Estados Unidos, onde fizeram cursos de especialização em universidades de Utah e do Maine (os dois últimos), em decorrência de acordo firmado entre essas escolas norte-americanas e a Faculdade de Ciências Econômicas de Mossoró, dentro do programa da Aliança Para o Progresso e missões paralelas.

Como fruto de sua constante busca pelo desenvolvimento econômico e social do Estado, numa época em que os estudos de especialização eram raros, Cascudo Rodrigues promoveu em Mossoró, em parceria com a Universidade Federal do Rio Grande do Norte, a Universidade Federal do Ceará e a Universidade Federal de Pernambuco (e, também, como com a SUDENE, USAID e Programa RITA) cursos sobre Análise Econômica, Análise Microeconômica, Análise Macroeconômica, Desenvolvimento Econômico, Teoria do Desenvolvimento Econômico, Planejamento Regional, Gerência de Empresas, Administração Municipal, Administração e Desenvolvimento Empresarial, Contabilidade e Gestão Industrial e Elaboração e Análise de Projetos.

Por todas essas suas atividades e seu envolvimento com as ciências econômicas, o Conselho Regional de Ciências Econômicas, na pessoa de seu presidente, o economista Airton Soares da Costa, quer prestar uma homenagem ao Dr. João Batista Cascudo Rodrigues no próximo dia 13 de maio, colocando uma placa no prédio onde funciona o curso de Ciências Econômicas da Universidade Estadual do Rio Grande do Norte, em Mossoró.

Mantidos pela UERN existem três cursos de economia, que funcionam em Mossoró, Assu e Pau dos Ferros; todos fruto do trabalho original de JB Cascudo Rodrigues.